-

Prefeitura articula missões comerciais entre o Recife e Israel

No ano em que a comunidade judaica de todo o mundo comemora o 65º aniversário da criação do estado de Israel, a cidade do Recife inicia uma relação mais próxima com o País. O prefeito Geraldo Julio recebeu em seu gabinete, nesta quarta-feira (24), o embaixador de Israel no Brasil, Rafael Eldad, para uma visita protocolar. Entre os diversos assuntos tratados, o prefeito e o embaixador já acertaram a realização de missões comerciais entre o Recife e Israel.

“Nós já tiramos aqui uma agenda futura. O secretario que cuida das relações internacionais, Lauro Gusmão, já vai agendar com o embaixador conversas com as mais de 100 empresas israelenses que atuam no Brasil. Conversamos também sobre a possibilidade de fazer também missões recíprocas. Desse processo, sem dúvida, sairá relações comerciais no futuro”, avaliou o prefeito.

Geraldo também ressaltou o caráter da economia israelense. “Uma parceria com Israel é muito importante porque Israel tem uma economia carregada de tecnologia e o Recife tem essa característica de investir em serviços modernos. É através de serviços modernos que a nossa economia vai crescer e gerar oportunidades de empreendimentos e de trabalhos”, garantiu.

O embaixador, que faz sua primeira visita ao Recife, acredita que esta é uma grande oportunidade para a capital estreitar a relação com Israel. “Estou aqui para ver a melhor maneira de trabalharmos juntos e desenvolver parcerias em muitas áreas. Este é um intercâmbio importante. Na conversa com o prefeito, percebi que uma das prioridades da cidade está na tecnologia, na ciência, na inovação e na criatividade. Israel é hoje líder mundial neste assunto”, lembrou Rafael Eldad, que fica na cidade até a próxima sexta-feira.

Rafael Eldad também destacou a possibilidade de criar uma missão entre o Estado, a prefeitura e Israel. “Uma missão política e empresarial é uma forma concreta de avaliar as melhores possibilidades de trabalharmos juntos”, disse o embaixador. O prefeito garantiu que neste primeiro semestre já haverá os encontros com as empresas já instaladas no Brasil. “Vamos trabalhar para no segundo semestre realizar as missões comerciais”, garantiu Geraldo Julio.